NOTÍCIAS

ENCONTRO NO COMUS DEBATE NOVO PROJETO DA EMBRAPORT

O colaborador do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de São Paulo - Sindasp, Adilson Chaves participou do encontro realizado no Comitê de Usuários dos Portos e Aeroportos do Estado de São Paulo – Comus, o Comitê de Usuários dos Portos e Aeroportos do Estado de São Paulo - COMUS, na Associação Comercial de São Paulo, em São Paulo, cujo tema foi o novo projeto da Empresa Brasileira de Terminais Portuários – Embraport, no dia 18 de outubro de 2012.

O evento, que tinha como objetivo analisar e discutir o Projeto do Terminal de Contêineres da empresa, serviu para que fossem discutidos detalhes do novo empreendimento que contará com um investimento na ordem de R$ 2,3 bilhões. “Estamos preparando grandes novidades, que devem chegar em até seis meses”, disse o gerente comercial da Embraport, Bruno Ferretti no início da reunião.

Apesar disso, o gerente acredita que Santos não terá uma supercapacidade. “O principal impacto para os usuários será os navios maiores e a nossa grande preocupação são os acessos, já que a margem direita já está colapsada e não temos novos projetos rodoviários previstos. Para melhorar esta situação é preciso manipular e distribuir a carga em Santos, talvez esta seria uma saída para o problema”, concluiu.

Ferretti afirmou que a primeira fase das obras de construção do Terminal está prevista para o fim de outubro de 2013. “Finalizada as obras da primeira fase, o terminal passa a ter capacidade de 1,2 milhão de Teus e 2 bilhões de litros de granéis líquidos. Quando terminarmos por completo as obras, o terminal chegará a capacidade de 2 milhões de Teus e 342 mil m² de retroárea para armazenagem de cargas em geral. Sem contar que estamos apostando em agilizar a questão dos gates”. O investimento total previsto para o projeto é de R$ 2,3 bilhões.

Confira a apresentação da Embraport durante a reunião.


Texto
Paulo Prendes