NOTÍCIAS

PRESIDENTE DO SINDASP Já ESPERAVA O RESULTADO FRACO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DE AJUDANTES DE DESPACHANTES ADUANEIROS

A Escola de Administração Tributária – Esaf publicou, em 15 de janeiro de 2013, a relação de aprovados da primeira edição do Exame de Qualificação Técnica de Ajudantes de Despachantes Aduaneiros, onde foi detectado que, dos 112 candidatos que fizeram a prova em São Paulo, no último dia 16 de dezembro de 2012, apenas três foram aprovados.

O presidente do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de São Paulo, Valdir Santos ressalva que este resultado pífio já era esperado, devido às últimas alterações no setor. “A nossa Entidade vem cobrando as autoridades, há mais de 10 anos, medidas que pudessem resultar em capacitação profissional dos integrantes da Classe. Agora, o resultado do Exame de Qualificação só vem a comprovar  essa necessidade”, destacou.

Valdir Santos mostrou-se preocupado com o atual quadro da categoria. No Brasil são mais de 35 mil ajudantes de despachantes aduaneiros atuando na área do comércio exterior atualmente. Desse montante, apenas 284 prestaram o exame. “A situação é crítica, e mostra a real necessidade de qualificação profissional”, disse.

Santos ainda destaca que o contingente de profissionais despreparados que ingressou no mercado de trabalho nos últimos anos, rebaixou o nível da categoria. “Esses profissionais acabam sendo prejudiciais ao setor, pois aumentam o trabalho e a burocracia nos recintos alfandegários, especialmente na Receita Federal, por conta dos constantes erros, causando lentidão na liberação das cargas, o que afeta as empresas  e a economia do País”.

Diante do atual cenário, o presidente do Sindasp  afirma que continuará atuando de forma intensa, na busca por melhores condições para treinar e capacitar os despachantes aduaneiros, para que, em futuro próximo, esses profissionais possam desfrutar de melhorias, adquirindo seu  real valor perante a sociedade.

 

Texto
Paulo Prendes 

Edição
Lenilde De León