NOTÍCIAS

SINDASP PRESTIGIA O PROJETO "CONHEÇA A NOSSA ADUANA" DA RFB

O Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de São Paulo - Sindasp participou da segunda edição do projeto “Conheça a Nossa Aduana”, realizada pela Receita Federal do Brasil - RFB, com o objetivo de mostrar à sociedade como funciona o trabalho nas alfândegas no Brasil.

Ao todo, foram 41 unidades visitadas em vários estados, durante o projeto, que ocorre duas vezes por ano: em janeiro, por conta do Dia Internacional da Aduana, comemorado no dia 26 de janeiro, e em julho. Na ocasião, representantes da Entidade estiveram presentes nas visitações nos recintos alfandegários de São Paulo.

Embora o objetivo seja a transparência, a Receita Federal se preocupou em mostrar ao cidadão a complexidade do serviço aduaneiro que serve, entre outras coisas, para proteger a economia e a sociedade, com o combate à entrada de produtos falsificados e drogas. 

Em São Paulo, a visita ocorreu nas maiores unidades aduaneiras do país, como os aeroportos de Guarulhos e Viracopos, além do Porto de Santos, além dos dois portos secos da região metropolitana e o Serviço de Remessa Postal Internacional - Serpi, que concentra as encomendas internacionais postadas nos Correios.

São Paulo

O representante do Sindasp, Adilson Chaves acompanhou a visitação em São Paulo aos recintos alfandegários da região. O evento começou pela Alfândega da Receita Federal em São Paulo, onde os participantes, na sua maioria funcionários de empresas ligadas ao comércio exterior assistiram a um vídeo institucional sobre a aduana brasileira.

Na sequência, o inspetor-chefe da Alfândega, João Figueiredo Cruz ministrou uma palestra explicando as atividades da unidade, criada em 2011. Antes, as atividades pertinentes à jurisdição da Alfândega pertenciam a Inspetoria da Receia Federal do Brasil em São Paulo.

Após as explanações, os participantes conheceram os recintos alfandegários, como as áreas restritas de chegada de mercadorias, os locais onde são armazenadas e de cargas perecíveis. Visitaram também os portos secos de São Paulo e de Santo André.

Guarulhos

No Aeroporto Internacional de Guarulhos, os participantes visitaram os setores de exportação, importação, pista, e bagagem, além de assistirem as explanações das chefias desses setores da RFB, explicando de forma geral o despacho de exportação e importação.

Segundo o 1º tesoureiro do Sindasp, Marcos Farneze, que acompanhou a visita em Guarulhos, a Receita procurou demonstrar sua preocupação com relação à entrada de mercadorias no Brasil, de forma legal, e todo o trabalho da Receita em combater contrabando, falsificação e lavagem de dinheiro.

“Gostaria de ressaltar a iniciativa do secretário da RFB, Carlos Alberto Freitas Barreto em fazer com que os envolvidos no comércio exterior brasileiro conhecessem como são executados os trabalhos em nosso País. É muito importante e deve ter continuidade, pois notamos que a grande maioria dos participantes não conhecia o que foi descrito pelos servidores”, explica Farneze.

 

Texto
Paulo Prendes 

Edição
Lenilde De León